COMO FUNCIONA NOSSA MENTE? -50% passado, 40% futuro, 10% presente

Os estímulos que recebemos nos conduzem a estes dados. Nossa capacidade mental funciona pouco no presente, porque ficamos presos em um jogo de referências e necessidades. Usamos as referências para não cometermos antigos erros, e nossas necessidades nos fazem projetar um futuro o tempo todo. Essa ligação com as possibilidades de futuro são benéficas para alguns planejamentos, mas quando nos tornamos vítimas do excesso de pensamento no futuro, ficamos ansiosos. O problema é que quanto mais ansioso, mais ansioso. A ansiedade pode encontrar um ciclo de auto alimentação quando o medo se torna pânico. Então você para de planejar e passa a se desesperar com as possibilidades do que não quer que aconteça. Nesse momento pode parecer que as soluções do problema estejam no enredo, e provavelmente realmente estão, mas o ritmo de pensamento nocivo pode e deve ser reparado.



A mesma solução apontada para a solução da ansiedade é a solução para a depressão. A depressão está ligada diretamente ao passado. A passagens negativas que nos remetem a alguma emoção dolorosa podem somar com outros fatores e nos levar a depressão.

Praticamente todas nossas terapias tem alguma ligação com a solução disso. O toque é uma poderosa ferramenta para nos trazer ao presente.

Nada mais real que um abraço, um olhar, uma presença. Ao ser tocada, nossa pele manda um estímulo que se sobressai aos pensamentos que assolam a mente, e por algum tempo, você sente o prazer de não estar sozinho, de receber um cuidado, uma atenção, um carinho. Por alguns instantes sua capacidade mental é seduzida por esse prazeroso aconchego e persiste em manter-se no presente. Esse é um habito que pode ser inserido no seu dia-a-dia, desconectando sua mente do passado e futuro, ou relativamente da depressão e ansiedade.

Os remédios foram feitos para ajudar a solucionar, mas não são a solução em si. A solução sempre requer uma atitude, uma busca. Estamos aqui para ajudar.




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo